Quais são os critérios para ser um expositor Feistock?

A Feistock – Feira de Móveis e Decoração, que acontece em São Bento do Sul, a cada edição realiza novas avaliações, tanto dos atuais expositores quanto dos que desejam se tornar um. A organizadora da Feira, a TBS Feiras e Eventos, conta que para a edição de novembro, foram recusadas 16 empresas, que submeteram seus cadastros junto à equipe comercial.

O diretor financeiro, Júlio Cesar Amaral, conta que a seleção é feita a partir de consulta cadastral e por segmentação, para que a feira tenha maior diversificação de produtos. “A análise é bastante criteriosa, fazemos a averiguação do cadastro financeiro, analisamos as mídias sociais, sites de reclamação, buscamos informações de participações em outras feiras para saber da seriedade no cumprimento de entregas, tempo de empresa e associações”, relata.

Entre os itens que não permitiram a participação destas empresas foram: não possuir CNPJ; grande número de expositores no segmento; novas marcas no mercado (com menos de um ano de CNPJ); possuírem pendências financeiras e problemas na entrega de mercadoria em outros eventos. Com os expositores que renovam seus contratos a cada edição, as análises são as mesmas. Amaral conta que o expositor que não cumprir com os parâmetros de confiabilidade exigidos, acontece o encerramento do contrato.

O sócio-diretor da TBS, Jonathan Roger Linzmeyer, conta que a Feistock é muito conhecida pela qualidade, preço e confiança. “Nós da organização evidenciamos sempre que a compra e venda das mercadorias na Feistock devem ser tratadas como um shopping. A TBS aluga o espaço, divulga e o consumidor compra diretamente de cada expositor/fábrica/loja. Somos uma das únicas feiras no Estado, que cumpre legalmente todos os alvarás em vários órgãos públicos e fiscalizadores. Apenas nesta classificação, já filtramos alguns segmentos, visto que hoje, temos uma Lei Estadual que regulamenta as feiras com vendas direta ao consumidor”, pondera.

Durante o trabalho de prospecção comercial, além do contato e pesquisa nas mídias sociais, a equipe comercial busca o maior número de eventos. Na última edição se observou que das 16 empresas negadas, 12 participaram de eventos com algum tipo de problema. “Para nós da Feistock, a principal preocupação é quanto a qualidade e a entrega dos produtos aos nossos visitantes/consumidores”, reforça a comercial da Feistock, Mônica Anhaia. Segundo ela, a empresa precisa ter qualidade e capacidade de entrega, pois as vendas são altas e demandam competência produtiva e programação assertiva de entrega.

Edição novembro – Estão confirmados 68 expositores para a próxima edição do evento, que acontece daqui a um mês, no período de 18 a 22 de novembro, na Promosul.  Há pouca metragem disponível para comercialização. Mais informações sobre os espaços com Mônica, no contato 47 98417.0062 ou pelo site feistock.com.br.